EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Dia da Terra festejado em condições especiais

Dia da Terra festejado em condições especiais
Direitos de autor NASA
Direitos de autor NASA
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A celebração nasceu há 50 anos. Este ano, o dia é assinalado apenas online, devido às restrições causadas pela Covid-19.

PUBLICIDADE

Faz esta quarta-feira 50 anos, nos Estados Unidos, estudantes das universidades e escolas uniram-se para exigir uma maior proteção do ambiente.

Foi o primeiro Dia da Terra - um movimento agora seguido por mais de mil milhões de pessoas em 190 países. Passaram 50 anos, mas o objetivo é o mesmo, segundo a presidente do grupo: Educar o maior número possível de pessoas para a necessidade de proteger o planeta.

"Não há nenhum país na Terra que o faça bem. As escolas ensinam um pouco sobre ciência, sobre zonas húmidas ou a qualidade do ar. Quase nunca se ensina o envolvimento cívico em nenhum país da Terra. Por isso, a questão básica da educação é central para o que a Rede do Dia da Terra faz e para aquilo em que as pessoas devem insistir - que os filhos aprendam sobre o ambiente, aprendam sobre as oportunidades, pensem em tomar ações concretas", explica Kathleen Rogers.

Dia celebrado na Internet

Devido às medidas de confinamento ligadas à Covid-19, o evento deste ano faz-se, em grande parte, através de atividades online, com mensagens digitais de uma série de grandes nomes, incluindo o Papa Francisco, Al Gore, e Andrea Bocelli. Mas, para a rede, os elementos cruciais são os apoiantes de base, sobretudo dadas as circunstâncias atuais.

Emissão online do Dia da Terra

Acrescenta  Kathleen Rogers: "Muitos de nós estamos preocupados com os nossos salários, as nossas contas de reforma. Na Índia, preocupam-se com onde arranjar comida e água potável. Por isso, juntar toda a gente em torno de um momento de reflexão para o Dia da Terra é fantástico, embora sobretudo de forma digital, estamos, de qualquer das formas, a ir na direção da ação política".

A data chega num momento crítico para o planeta. De acordo com o chefe da ONU para a meteorologia, é necessária mais ação política para reverter a tendência no que toca às alterações climáticas.

Diz Petteri Taalas, secretário-geral da Organização Meteorológica Mundial: "Infelizmente, temos vindo a seguir na direção errada desde os anos 70. Começámos a bater vários recordes pela negativa e a minha principal preocupação está relacionada com o facto de termos uma população crescente no planeta e, ao mesmo tempo, a produção alimentar poder vir a sofrer".

Uma advertência estrondosa: enquanto a humanidade está à mercê de um novo vírus, o próprio planeta continua mais em risco do que nunca.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

ONU confirma a detenção de 11 funcionários no Iémen

Rebeldes Houthi detêm pelo menos 9 membros da ONU, dizem as autoridades

Prosseguem os combates em Gaza apesar da decisão do TIJ que obriga Israel a pôr termo à ofensiva em Rafah