EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Diretor-geral da Organização Mundial de Comércio demite-se

Roberto Azevedo vai "despir" o título de diretor-geral da OMC
Roberto Azevedo vai "despir" o título de diretor-geral da OMC Direitos de autor Salvatore Di Nolfi/Keystone via AP
Direitos de autor Salvatore Di Nolfi/Keystone via AP
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O brasileiro Roberto Azevêdo anuncia a saída antecipada da liderança para evitar o agravamento do caos na OMC

PUBLICIDADE

Uma decisão difícil e ponderada. O brasileiro Roberto Azevêdo anunciou a intenção de abandonar a liderança da Organização Mundial do Comércio (OMC), um ano antes de o seu mandato terminar.

O diretor-geral da OMC diz ser o mais correto para uma eficaz preparação dos desafios do organismo no qual trabalha há 12 anos, 7 dos quais na liderança.

Em comunicado, explicou que "a sua partida antecipada dará tempo ao sucessor para definir a direção estratégica para a Conferência Ministerial 12 e os meses e os anos a seguir".

Azevêdo deixa a OMC num momento crítico, não só da economia mundial, à qual se prevê uma muito grave recessão, mas também da organização que lidera por causa do bloqueio do principal mecanismo de resolução de conflitos, paralisado desde dezembro devido à recusa dos Estados Unidos em designar novos juízes.

O diretor-geral da OMC afirmou que não tem ambições políticas e que a sua decisão de deixar as funções é pessoal e familiar.

“Trata-se de uma decisão pessoal – uma decisão familiar – e estou convencido de que esta decisão serve melhor os interesses da organização”, declarou numa reunião por videoconferência com membros da OMC.

“Não tenho planos políticos”, assegurou, quando alguns lhe atribuem o desejo de se candidatar nas presidenciais brasileiras de 2022.

Diplomata de carreira, Roberto Azevedo assumiu a liderança da OMC em 2013 sucedendo ao francês Pascal Lamy e iniciou em setembro de 2017 um segundo mandato de quatro anos, que deveria terminar no final de agosto de 2021.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

União Europeia revê Política Comercial

As notícias do dia | 21 junho 2024 - Noite

As notícias do dia | 21 junho 2024 - Manhã