Portugueses desconfinam na praia

Praia de São Pedro do Estoril, 23/05/2020
Praia de São Pedro do Estoril, 23/05/2020 Direitos de autor JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA
De  Teresa Bizarro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Milhares de pessoas aproveitaram o primeiro fim-de semana de acesso livre à praia desde o início do Estado de Emergência, em março

RTP/Euronews
Costa de Caparica, 24/05/2020RTP/Euronews
PUBLICIDADE

O tempo do confinamento parece uma memória gravada na areia. Oficialmente, a época balnear ainda não começou em Portugal, mas este foi o primeiro fim-de-semana em mais de dois meses em que não era proibido estar na praia. A única recomendação é o respeito das regras de distanciamento - difíceis de cumprir para quem esteve na Costa de Caparica ou nas praias da linha de Cascais, por exemplo.

Com temperaturas a rondar os 30 graus, tanto na praia de São Pedro do Estoril, como na vizinha das Avencas, a afluência de banhistas contrariava as recomendações do Governo no acesso às praias em tempo de pandemia.

As novas regras do Estado de Calamidade impõem distâncias de segurança: 1 metro e meio entre pessoas ou grupos; três metros entre chapéus. Estão também "interditas atividades desportivas com duas ou mais pessoas, exceto atividades náuticas, aulas de surf e desportos similares".

A época balnear abre a seis de junho, com vigilância das praias mais apertada e um esquema de semáforos para indicar a lotação.

O primeiro-ministro português tem dito que esta é acima de tudo uma questão de responsabilidade individual, mas não põe de parte a interdição de uma praia por excesso de lotação.

Outras fontes • RTP e Lusa

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mundo começa a abrir as portas dos estádios e das igrejas

Turistas estrangeiros só em julho podem entrar em Espanha

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo