Última hora
This content is not available in your region

Suspeito do caso Maddie pode ter repetido o crime

euronews_icons_loading
Polícia suspeita que Maddie e Inga podem ter desaparecido às mãos do mesmo homem
Polícia suspeita que Maddie e Inga podem ter desaparecido às mãos do mesmo homem   -   Direitos de autor  ASSOCIATED PRESS
Tamanho do texto Aa Aa

Alemão suspeito do rapto e morte de Madeleine McCann pode ter repetido o crime há cinco anos. O Ministério Público da cidade de Stendal, na Alemanha, está à procura de ligações entre o caso de Maddie e de Inga, uma outra criança que desapareceu em 2015 em circunstâncias por esclarecer.

Sabe-se agora que o suspeito tinha uma propriedade a 100 quilómetros da cidade onde Inga vivia e não tem alibi para o dia do desaparecimento. A possibilidade dos dois casos estarem ligados foi anunciada esta sexta-feira. Inga tinha 5 anos. Desapareceu no final de um passeio na floresta de Uchtspringe, a 150 quilómetros de Berlim.

Christian Bruckner, de 43 anos, foi uma das pessoas identificadas pela Polícia Judiciária portuguesa. Em declarações à agência Lusa, Carlos Farinha, o diretor-adjunto da PJ diz que no processo entregue à polícia britânica em 2012 constavam informações de centenas de pessoas, entre elas o alemão anunciado agora como suspeito.

As alegações do envolvimento de Bruckner no desaparecimento de Maddie, na Praia da Luz, no Algarve, ganharam mais sustentação em 2017. Na origem, informações fornecidas à Scotland Yard por um outro cidadão alemão. A PJ portuguesa terá participado ativamente na investigação que levou ao atual suspeito.

Christian Bruckner está detido na Alemanha por ter violado uma mulher norte-americana no Algarve, onde viveu 12 anos até 2007 - o ano do desaparecimento de Madeline McCann..