"Atlas de Insetos" responsabiliza pesticidas pelo declínio dos polinizadores

Access to the comments Comentários
De  Patricia Tavares
"Atlas de Insetos" responsabiliza pesticidas pelo declínio dos polinizadores
Direitos de autor  Elaine Thompson/AP Photo

São aliados essenciais para a produção de alimentos, mas estão em declínio a um ritmo alucinante. Um novo estudo de investigadores europeus avança números alarmantes e assinala que 41% de todas as espécies de insetos está a desaparecer.

Os vastos hectares repletos de pesticidas por toda a Europa transformaram-se em campos de extermínio para muitas espécies, segundo as organizações ambientais.

Se continuarmos a usar pesticidas com a mesma intensidade como até agora, se continuarmos a seguir um modelo de agricultura industrial que ameaça os ecossistemas, os agricultores vão perder os polinizadores, com implicações no nosso sistema alimentar.
Mute Schimpf
ONG Amigos da Terra - Europa

O "Atlas de Insetos" ,desenvolvido pela agência europeia da ONG Amigos da Terra e pela Fundação Heinrich Böll, apela a modelos agrícolas sustentáveis, à redução dos pesticidas e a uma reforma da Política Agrícola Comum - dedicando metade do financiamento aos objetivos ambientais.

É preciso reformar drasticamente a Política Agrícola Comum. Continuar como estamos agora significa mantermo-nos na lógica industrial. Pedimos que 50% do orçamento seja usado para apoiar a agricultura amiga do ambiente. Para apoiar a proteção dos polinizadores, em vez de pagar apenas esquemas específicos por hectar."
Mute Schimpf
ONG Amigos da Terra - Europa

Segundo o relatório, 75% das colheitas dependem da polinização por insetos. A Europa está a negociar o orçamento para os próximos 7 anos, os ativistas esperam o melhor para o futuro do planeta e que o zumbido que têm vindo a fazer chegue aos ouvidos da Comissão Europeia.