EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Giuseppe Conte interrogado sobre gestão da pandemia

Giuseppe Conte interrogado sobre gestão da pandemia
Direitos de autor Screenshot Euronews
Direitos de autor Screenshot Euronews
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em causa estão os atrasos no encerramento de duas cidades da Lombardia no início do surto

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro italiano foi interrogado esta sexta-feira pelo Procurador de Bergamo sobre os atrasos no encerramento de duas cidades da Lombardia, no início da pandemia. Os especialistas consideram que o atraso de duas semanas da quarentena em Alzano e Nembro permitiu a propagação do vírus na região.

Aos jornalistas, Giuseppe Conte mostrou disponibilidade total para ajudar na investigação, afirmando que “o primeiro-ministro também deve ficar disponível como alguém que tem conhecimento dos factos".

Conte já disse que agiu com base na “ciência e consciência" mas as autoridades locais apontam o dedo ao governo de Roma. 

Para o presidente da Câmara de Nembro, é preciso mais coesão institucional. Claudio Cancelli considera que as instituições unidas teriam enfrentado melhor a situação.

Sobre esta decisão, o grupo que reúne os familiares das vítimas da COVID-19 de Bergamo fala em "15 dias de inércia absoluta que permitiram que o surto se espalhasse livremente e se tornasse num incêndio de proporções devastadoras".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Itália "fecha" Lombardia

Governador da Lombardia anuncia auto quarentena

Lombardia à espera da decisão sobre o Brexit