Reino Unido adia taxas alfandegárias para julho de 2021

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
Reino Unido adia taxas alfandegárias para julho de 2021
Direitos de autor  Yves Herman/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved

O governo britânico adiou a instauração dos controlos fronteiriços completos entre o Reino Unido e a União Europeia, devido aos efeitos da pandemia de coronavírus. No entanto, a data fixada para o fim do período de transição do Brexit continua a ser 31 de dezembro.

Michael Gove, ministro encarregado da preparação do Brexit, diz que a data não será alterada, porque isso transmite clareza e certezas aos negócios: "Este anúncio permite às empresas planear de forma correta e flexível a saída da União Europeia", diz Gove.

Em Bruxelas, este adiamento é criticado como mais uma forma de o Reino Unido continuar a usufruir dos benefícios da União Europeia, apesar de já não fazer parte do bloco.

Diz a eurodeputada socialista neerlandesa Kati Piri: "Querem todas as vantagens, mesmo se já não estão na União Europeia nem têm condições para as ter. Não pode ser assim. Estamos já a meio do período de transição e, infelizmente, apesar de quatro rondas negociais, continuamos num impasse".

O período de transição para o Brexit significa que até ao fim deste ano o Reino Unido continua a fazer parte do mercado único, apesar de já não estar na União Europeia. As taxas alfandegárias começam a aplicar-se a partir de julho do próximo ano.