Última hora
This content is not available in your region

Novo coronavírus já circulava em Itália em dezembro

euronews_icons_loading
 Italian Higher Institute of Health
Italian Higher Institute of Health   -   Direitos de autor  Copyright EUR
Tamanho do texto Aa Aa

Um estudo do Instituto Nacional de Saúde da Itália dá conta que o novo coronavírus já circulava nas águas residuais das cidades de Milão e Turim em dezembro de 2019. A investigação baseou-se em amostras de água das estações de tratamento de esgotos, recolhidas entre outubro de 2019 a fevereiro de 2020. A teoria de que ele circulava já pela Europa antes de serem detetados os primeiros casos ganha ainda mais força.

Na Alemanha, o exército foi enviado para ajudar a combater o surto de COVID-19 no matadouro do maior produtor de carne de porco da Alemanha. Cerca de 1.100 funcionários da fábrica fizeram o teste ao novo coronavírus, 730 deram positivo. Esta situação levou a que 7.000 pessoas fossem colocadas em quarentena, todas as escolas foram encerradas.

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde mostra-se preocupado dizendo que a pandemia está a "acelerar'' já que mais de 150.000 casos foram relatados quinta-feira, o número mais elevado, em um dia, até agora.

Em Espanha somam-se mais de 1.000 óbitos aos já contabilizados, após revisão dos números pelas autoridades. O ministro da Saúde da Espanha diz que 34 novos focos de infeção foram detetados nas últimas seis semanas.

Já a Grã-Bretanha reduziu o nível de ameaça já que as autoridades de Saúde Pública dizem que a pandemia está sob controlo.

Controlada mas este ano acabou com as celebrações do Solstício de verão em Stonehenge, um momento importante para milhares de britânicos. A English Heritage irá transmitir o fenómeno através da internet no próximo domingo.