Última hora
This content is not available in your region

Milhares em protesto nas ruas de Atenas e Paris

euronews_icons_loading
Milhares em protesto nas ruas de Atenas e Paris
Direitos de autor  AFPTV
Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de duas mil pessoas assinalaram este fim de semana, no centro de Atenas, o Dia Mundial dos Refugiados e protestaram contra as políticas do Governo grego em relação aos migrantes.

Milhares de pessoas podem vir a tornar-se sem-abrigo devido à decisão do novo governo do país de reduzir de seis para apenas um mês o alojamento garantido aos refugiados.

As autoridades gregas planeiam deslocar mais de 11 mil pessoas para dar lugar a outros requerentes de asilo que vivem atualmente em campos de refugiados nas ilhas.

Também em Paris houve manifestações mas contra o racismo e a violência policial.

Alguns carregavam cartazes com as palavras "Justiça para Ibo", uma referência a Ibrahima Bah, de 22 anos, que morreu num acidente de moto em outubro do ano passado, nos subúrbios da capital francesa, quando alegadamente tentava escapar a um controlo policial.

O Porta-voz da Brigada Antirracismo, Franco Lollia, considera que "o caso George Floyd teve um impacto considerável na mobilização mas, ao mesmo tempo, revela a magnitude do racismo sistemático a nível mundial e até que ponto o Ocidente dá o ritmo e lhe coloca um travão".

O protesto surge na sequência do assassinato de George Floyd durante uma detenção policial na cidade norte-americana de Mineápolis. A morte do afro-americano desencadeou manifestações em todo o mundo contra o racismo e a brutalidade policial.