EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Reino Unido exclui Huawei das redes 5G

Reino Unido exclui Huawei das redes 5G
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Governo britânico alinha-se com os EUA e alega riscos para a segurança do país

PUBLICIDADE

O Reino Unido decidiu alinhar-se com os Estados Unidos e proibir aos operadores de telecomunicações de adquirirem tecnologia 5G da chinesa Huawei, alegando riscos para a segurança do país.

O ministro britânico da Cultura, Digital, Desporto e Comunicação, Oliver Dowden, afirmou que todas as infraestruturas providenciadas até agora pela Huawei serão eliminadas do território até 2027.

A melhor forma para garantir a segurança das nossas redes é os operadores deixarem de usar equipamento da Huawei para contruir as futuras redes 5G. Até ao fim do ano, devem deixar de comprar equipamento 5G da Huawei e, assim que a legislação for aprovada, será ilegal fazê-lo.
Oliver Dowden
ministro britânico da Cultura, Digital, Desporto e Comunicação

A Huawei já reagiu e pediu ao governo de Boris Johnson para "reconsiderar" a decisão, afirmando que vai atrasar o progresso e "aprofundar o fosso digital".

Na Europa, as opiniões dividem-se entre os que não querem contrariar o aliado norte-americano e os que não querem abrir um conflito com a China.

A França não fechou as portas à Huawei, mas as licenças de exploração estão limitadas a oito anos e o executivo reserva um direito de veto.

Na Alemanha, onde a chanceler Angela Merkel teme os efeitos nas trocas comerciais com a China, a questão ainda está por decidir. O cenário é o mesmo em Portugal, apesar da pressão de Washington, que enviou mesmo uma comitiva a Lisboa no início do ano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

China e Austrália de costas voltadas

Palestinianos da Faixa de Gaza procuram alternativas para carregar telemóveis

Alemanha desmantela todas as cabines telefónicas ainda em funcionamento