Última hora
This content is not available in your region

Banhistas de Picasso invadem Museu de Belas Artes de Lyon

euronews_icons_loading
Banhistas de Picasso invadem Museu de Belas Artes de Lyon
Direitos de autor  Frank Augstein/Copyright 2018 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Este ano, Picasso passa o verão numa praia de Lyon, que é como quem diz no Museu de Belas Artes da cidade.

A exposição "Picasso. Baigneuses et baigneurs" apresenta uma coleção de mais de cem desenhos, esculturas e pinturas do artista espanhol.

As banhistas são figuras de destaque, lado a lado com obras de outros artistas que influenciaram a obra de Pablo Picasso.

"Cada secção da exposição permite contar uma história. Uma história mais íntima, uma história dos amores de Picasso porque quase detrás de cada quadro das banhistas há uma ligação bastante privilegiada que ele teve com uma mulher. Também demos um grande destaque aos arquivos. Extraímos vários arquivos do museu Picasso para apresentarmos fotografias retiradas de álbuns de família onde se pode ver um Picasso bastante humano. Nestas fotografias podemos ver o prazer que tem em estar na praia com as mulheres com que convive, com os seus filhos e amigos", sublinhou, em entrevista à Euronews, Sylvie Ramond, diretora do Museu de Belas Artes de Lyon.

Monet, Cézanne, Degas ou Ingres inspiraram Picasso como este inspirou Francis Bacon, a artista plástica Niki de Saint Phalle ou a artista contemporânea belga Farah Atassi.

"Também quisemos dar bastante importância aos diferentes meios que ele abordou. A pintura está bem representada, mas também os desenhos que em geral se mostra menos por razões de conservação. Depois há ainda as pesquisas bastante originais que ele faz a partir de 1930, quando se instala no castelo de Boisgeloup, onde decide criar um atelier para a escultura", acrescentou Sylvie Ramond.

A exposição "Picasso. Baigneuses e baigneurs" pode ser vista até 3 de janeiro e amplamente apreciada porque há um limite no número de pessoas autorizadas no interior do museu. Em tempo de pandemia recomendam-se reservas na internet.