Buscas por Madeleine McCann encontram cave soterrada

Uma das escavadoras envolvidas na operação de busca em Seelze, na Alemanha
Uma das escavadoras envolvidas na operação de busca em Seelze, na Alemanha Direitos de autor AP Photo/Martin Meissner
De  Francisco Marques com DPA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Polícia alemã continua em escavações num parque de loteamentos em Seelze, nos arredores de Hanôver, perto de onde viveu o princpal suspeito

PUBLICIDADE

A polícia alemã encontrou esta quarta-feira uma cave soterrada há anos no local onde tem curso uma operação de buscas, no âmbito da investigação ao desaparecimento de Madeleine McCann há 13 anos em Portugal.

As autoridades estão a trabalhar num parque de loteamentos na cidade de Seelze, nos arredores de Hanôver, desde segunda-feira. Recorreram a escavadoras e a cães farejadores na terça e ainda continuam a escavar o local, mas sem revelar mais pormenores para além da confirmação de que é uma operação inserida no caso Maddie.

A operação está a decorrer numa zona, a cerca de cinco quilómetros do local onde terá residido Christian B., de 43 anos, o principal suspeito da polícia alemã na investigação ao desaparecimento de Madeleine McCann, em 2007, na Praia da Luz, no Algarve.

O homem está atualmente preso em Kiel, por roubo, mas está também implicado noutros processos, acusado de abuso de menores, pornografia infantil e uma alegada violação cometida em Portugal.

A polícia alemã garante ter fortes evidências do envolvimento de Christian B. no caso Maddie, mas ainda procura provas forenses dessa ligação.

Nesse sentido, a operação em curso em Seelze, está a aumentar o mistério em torno da investigação, sobretudo porque a polícia continua sem dar mais esclarecimentos sobre as buscas.

O jornal "Bild" avança que a cave agora encontrada poderia ter sido a adega de uma antiga habitação que em tempos existiu no local e foi demolida por volta de 2007, como recordou à publicação um residente próximo do parque.

A testemunha diz ter visto naquela zona um homem com uma carrinha Volkswagen LT, similar a que as autoridades dizem que o suspeito conduzia quando andava pelo Algarve.

O jornal local "Hannoversche Allgemeine Zeitung" citou também um vizinho do local que falou de um homem ter alugado entre 2006 e 2007 o jardim onde decorrem as buscas, tendo visto pelo local, no ano seguinte e com regularidade, um estranho com dois cães e uma carrinha, referindo também a presença de veículos com matrículas estrangeiras.

Pedras de grande volume foram vistas ser retiradas agora pela policia do parque de loteamentos. O perímetro das buscas foi fechado e a vedação terá sido reforçada já esta quarta-feira, acrescenta o "Bild".

Outras fontes • Bild, Hannoversche Allgemeine Zeitung

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Caso Maddie: Começaram as buscas na barragem do Arade, em Silves

PJ ouve novas testemunhas no caso Maddie

Centro de Colónia parcialmente evacuado devido a bomba da II Guerra Mundial