Última hora
This content is not available in your region

Centenas de detidos em Minsk

euronews_icons_loading
Centenas de detidos em Minsk
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de milhares de manifestantes reuniram-se no centro de Minsk, este domingo, pelo terceiro fim-de-semana consecutivo de protestos contra os resultados das eleições presidenciais

A multidão reuniu-se perto do palácio de Alexander Lukashenko, no dia em que o presidente fez 66 anos.

A polícia de choque ocupou pontos estratégicos por toda a cidade com canhões de água e veículos de controlo de multidões.

Do local chegaram imagens da detenção de vários manifestantes. Segundo o Ministério do Interior, mais de 140 pessoas foram detidas em Minsk durante a tarde. Mas organizações de defesa dos direitos humanos falam em mais de 200 detidos

Alexander Lukashenko diz ter chegado a um acordo com Vladimir Putin e acredita que a Rússia vai ajudar com um reforço de segurança.

Mas Moscovo, apesar de ter confirmado a ajuda, sublinha que só avança em caso de necessidade e que nesta altura a hipótese não está em cima da mesa.

Putin e Lukashenko falaram por telefone este domingo, mas uma declaração do Kremlin deu poucos detalhes sobre a converse. Revelou apenas que Putin deu os parabéns ao presidente da Bielorrússia.