Última hora
This content is not available in your region

Málaga: Comunidade escolar pede mais segurança no regresso às aulas

euronews_icons_loading
Málaga: Comunidade escolar pede mais segurança no regresso às aulas
Direitos de autor  Bernat Armangue/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de uma centena de professores, pais e alunos manifestaram-se na cidade espanhola de Málaga, este sábado, para pedirem medidas de segurança mais fortes para o regresso às aulas, previsto para a próxima semana.

Uma mãe afirma: "No caso do meu filho, são 25 alunos na turma - ele tem seis anos - por muito que queiram é impossível controlar 25 alunos. É impossível haver segurança".

Os manifestantes contestam as medidas do governo central espanhol e do governo regional da Andaluzia e pedem uma educação pública de qualidade.

José Manuel López, professor do ensino público, diz que "quando houver contágios vão ser obrigados a encerrar as escolas e não vai ser possível continuar com a educação presencial que é como deve ser uma educação de qualidade".

O coletivo de professores Marea Verde, que convocou o protesto, pede que sejam contratados mais professores para a região da Andaluzia para poderem segmentar as turmas em grupos mais pequenos.

O objetivo é grantir mais distanciamento e segurança para professores e alunos, num regresso às aulas marcado também pelo regresso, em força, da pandemia a Espanha.

O Ministério da Saúde espanhol relatou mais de 10.000 novos casos de vírus na sexta-feira, dos quais 4.503 tinham sido diagnosticados nas 24 horas anteriores.