Última hora
This content is not available in your region

Trump "apadrinha" reatar entre Sérvia e Kosovo

euronews_icons_loading
Trump "apadrinha" reatar entre Sérvia e Kosovo
Direitos de autor  Evan Vucci/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Apadrinhados por Donald Trump, os líderes da Sérvia e do Kosovo comprometeram-se a normalizar as relações económicas entre os dois países. É o resultado de dois dias de negociações em Washington em que participaram o presidente sérvio Aleksandar Vučić o primeiro-ministro kosovar Avdullah Hoti.

No entanto, este passo não significa um reconhecimento da independência do Kosovo por parte da Sérvia. Os acordos de cooperação foram assinados, por um lado, entre a Sérvia e os Estados Unidos e, por outro, entre os Estados Unidos e o Kosovo. A declaração unilateral de independência, feita pelo Kosovo em 2008, continua a não ser reconhecida pelos sérvios. Vučić insistiu em não assinar nenhum documento que tivesse sido também assinado pelo representante do Kosovo.

O Kosovo terá aceitado entrar no chamado "mini Shengen", um acordo regional de mercado comum, livre comércio e livre circulação de pessoas.

Trump aproveitou também para fazer campanha por Israel. Ambos os países comprometeram-se abrir embaixadas em Jerusalém, o que pressupõe o início de relações diplomáticas entre o Kosovo e Israel, que até agora não existem.