Última hora
This content is not available in your region

Festival de Cinema de Londres

euronews_icons_loading
Festival de Cinema de Londres
Direitos de autor  AP/AP
Tamanho do texto Aa Aa

A antestreia do filme "Mangrove", de Steve McQueen, vai abrir o Festival de Cinema de Londres, que decorre de 07 a 18 de outubro.

O filme narra a história de "Mangrove Nine", um grupo de ativistas negros, na capital inglesa, que nos anos 70 do século passado entrou em confronto com a polícia londrina durante uma marcha de protesto.

No entanto, nesta 64ª (sexagésima quarta) edição não haverá a habitual passadeira vermelha para as estrelas mundiais da sétima arte devido à pandemia da Covid-19

Grande parte das exibições será virtual ou em cinemas independentes de todo o Reino Unido, com audiências muito reduzidas.

A diretora do Festival, Tricia Tuttle, refere que todos os cineastas participam virtualmente" "Em todo o Reino Unido, várias salas de cinema vão exibir as introduções com os filmes. Portanto, ainda há acesso aos cineastas, mas é um acesso diferente, este ano."

Se "Mangrove" abre o Festival de Cinema de Londres, cabe a "Ammonite", do realizador britânico Francis Lee, encerrá-lo.

O filme conta a história da paleontóloga Mary Anning, interpretada por Kate Winslet.

Francis Lee é um admirador confesso de filmes independentes e aplaude a decisão do Festival de mostrar os filmes nos cinemas no Reino Unido e na internet.

O realizador defende que para "alguém que não vive em Londres e não tem acesso a muitos cinemas independentes, poder ver novos trabalhos e trabalhos que por vezes não chegam aos cinemas locais e regionais" esta "é, realmente, uma grande oportunidade. "

Em mostra no Festival de Cinema de Londres 2020 estarão mais de meia centena de longas e curtas-metragens, onde se inclui "Salsa" do realizador português Igor Dimitri.