EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

OMS alerta que mortalidade vai aumentar no outono

OMS alerta que mortalidade vai aumentar no outono
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O número de casos de Covid-19 na Europa aumenta de forma acentuada há várias semanas, sobretudo em Espanha e França. E a situação deve piorar com a chegada do outono, como avisa a Organização Mundial de Saúde (OMS).

PUBLICIDADE

O número de casos de Covid-19 na Europa aumenta de forma acentuada há várias semanas, sobretudo em Espanha e França. E a situação deve piorar com a chegada do outono, como avisa a Organização Mundial de Saúde (OMS).

"Vai ser mais difícil. Em outubro, novembro, haverá mais mortalidade. Estamos numa altura em que os países não querem ouvir estas más notícias e eu entendo. Mas também acho que é muito importante que isto vai terminar num momento ou noutro. Isto não é o fim do mundo", afirma o diretor da OMS Europa, Hans Kluge.

Em França, o número de novos casos ultrapassou a barreira dos 10 mil no sábado e os médicos temem o pior. "Acho que vamos poder comparar meados de outubro a meados de fevereiro ou março. O problema é que se os casos aumentarem tanto quanto na primeira vaga, o nosso sistema de saúde não conseguirá dar resposta e provavelmente teremos a mesma catástrofe que tivemos da primeira vez", diz Jonathan Peterchmitt, médico em França.

A OMS deita ainda por terra as esperanças de que uma vacina seja a solução para a pandemia. "Eu ouço a toda a hora que a vacina vai acabar com a pandemia. Claro que não! Nem sabemos se a vacina vai ajudar todos os grupos da população. Alguns sinais que obtemos agora é que vai ajudar uns grupos e não outros. E se tivermos que trabalhar com vacinas diferentes será um pesadelo logístico!", realça Hans Kluge.

Os 50 Estados-membros da Organização Mundial de Saúde Europa discutem, esta segunda e terça-feira, a resposta à pandemia do novo coronavírus e vão tentar acordar uma estratégia de cinco anos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Taxas de excesso de mortalidade na Europa: Porque são tão elevadas no pós-pandemia?

Ilha de Menorca: aldeia de Binibeca Vell com horário restrito de visitas durante o verão

Reconhecimento do Estado palestiniano é apenas um "pequeno passo", dizem espanhóis