Última hora
This content is not available in your region

Donald Trump acusado de evasão fiscal e de mentir ao estado

euronews_icons_loading
Presidente dos Estados Unidos defende-se das acusações de evasão fiscal
Presidente dos Estados Unidos defende-se das acusações de evasão fiscal   -   Direitos de autor  AP Photo/Carolyn Kaster
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump terá passado pelo menos 10 anos sem pagar impostos e apesar de ser um empresário milionário, em 2016, o ano em que se candidatou à presidência, apenas terá pago 750 dólares (€644) em impostos federais sobre os rendimentos, e o mesmo no primeiro ano como Presidente, noticia o New York Times.

O jornal diz ter tido acesso à informação fiscal de mais de 20 anos do atual residente da Casa Branca e de centenas das empresas do império Trump promete mais revelações nos próximos dias.

Donald Trump reagiu durante uma conferência de imprensa em Washington.

Notícias falsas. São notícias totalmente falsas. Falsas. Tivemos as mesmas histórias há quatro anos. Podiam ter-me feito então as mesmas perguntas, eu podia contesta-lo e falar sobre o tema. São notícias totalmente falsas.

"Não, de facto, eu paguei impostos e vão vê-lo assim que receber os meus impostos. Estão a ser auditados. Estão a ser auditados há muito tempo.
Donald Trump
Presidente dos EUA

O jornal precisa que Trump não terá sequer pago impostos em 10 dos 15 anos anteriores a ser eleito, ao reportar perdas muito maiores que os ganhos.

"Em 2018, por exemplo", escreve o New York Times, Donald Trump "anunciou na sua revelação que tinha pelo menos 433,9 milhões de dólares (€373 milhões)". "Os registos fiscais revelam um retrato muito diferente dos resultados finais: 47,4 milhões de dólares (€40,7 milhões) de prejuízo", lê-se no artigo.

O jornal avança também que o magnata e presidente está sob pressão financeira devido à longa batalha com o fisco norte-americano sobre a legitimidade de uma restituição na ordem dos 72,9 milhões de dólares (€63 milhões) reivindicada e paga ao contribuinte Donald Trump, após uma declaração de enormes prejuízos. Uma sanção contra o atual presidente pode custar-lhe mais de 100 milhões de dólares (€86 milhões).

Esta notícia do New York Times é revelada a pouco mais de um mês das presidenciais nos Estados Unidos (a primeira volta está marcada para 3 de novembro) e nas vésperas do primeiro frente a frente entre os dois candidatos, Donald Trump e Joe Biden, marcado para esta terça-feira à noite.

O sistema fiscal deverá agora entrar em força na campanha. A equipa do candidato democrata já começou a trabalhar nesse sentido pelas redes sociais.