Última hora
This content is not available in your region

Macron, Trump e Putin pedem cessar-fogo em Nagorno-Karabakh

euronews_icons_loading
Macron, Trump e Putin pedem cessar-fogo em Nagorno-Karabakh
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Os presidentes de França, EUA e Rússia apelaram, esta quinta-feira, ao Azerbaijão e à Arménia a um cessar-fogo "imediato", em particular no enclave separatista de Nagorno-Karabakh, palco de combates desde domingo.

À entrada para a cimeira da União Europeia Emmanuel Macron frisava os passos a seguir:

"Por um lado vamos fazer tudo para conseguir um fim rápido dos conflitos, por outro retomar o caminho para uma solução pacífica desta contenda. Vou ser muito claro, os ataques de domingo, que começaram no Azerbaijão, e por aquilo que sabemos, não são justificados. E foi isso que perguntei ao presidente Aliyev. Temos hoje informações seguras que indicam que combatentes sírios deixaram o teatro de operações e que combatentes de grupos jihadistas estão trânsito, por Gaziantep, para chegar a este teatro de Operações de Nagorno-Karabakh", afirmou o chefe de Estado gaulês_._

Num comunicado conjunto, publicado pelo Kremlin, os presidentes pediam aos líderes dos dois países que assumam de "boa-fé, e sem impor condições, a obrigação de retomar as negociações para um acordo".

A tensão, por causa deste enclave integrado em 1921 no Azerbaijão pelas autoridades soviéticas, tem vindo a aumentar nos últimos dias. A soberania sobre o território, de maioria arménia, é reclamada, pelos dois países, desde 1988. Em 1991 Nagorno-Karabakh proclamou, unilateralmente, a independência com o apoio da Arménia.