Última hora
This content is not available in your region

Toneladas de alimentos partem de Nice para Região dos Alpes Marítimos

euronews_icons_loading
Toneladas de alimentos partem de Nice para Região dos Alpes Marítimos
Direitos de autor  Firefighter Vigili del Fuoco via AP
Tamanho do texto Aa Aa

Toneladas de alimentos e de bens de primeira necessidade seguiram via terrestre e aérea para as regiões mais afetadas pela Tempestade Alex.

De Nice partiram dezenas de carrinhas carregadas até Saint-Martin-Vésubie.

A ajuda chega de "doações de supermercados e de habitantes da cidade de Nice", que quiseram dar a quem perdeu tudo, como explicou Michel Turco, Diretor de Logística de Nice-Côte d'Azur.

Roupas, água, comida e remédio seguem por via terrestre, mas, chegar a Venanson continua a ser difícil e apenas possível por via aérea. Para aceder a esta zona, os alimentos tiveram de partir com a ajuda de um helicóptero.

O governo francês ativou o procedimento de desastres naturais durante este fim de semana.

Cerca de vinte pessoas foram resgatadas pelo ar da zona montanhosa de Col de Tende, no lado francês, incluindo quatro turistas alemães.

Em Ventimiglia, Itália, perto da fronteira francesa, comerciantes e quem lá vive limpam a lama que se espalhou por todo lado, depois do Rio Roya ter galgado terra.

Davide Voarino, gerente de uma joalheria em Ventimiglia, diz nunca ter visto algo assim. "Só os velhos conseguem lembrar-se de algo assim, algo que aconteceu há sessenta anos, mas nem mesmo assim."

As regiões italianas do Piemonte e da Ligúria pediram ao governo que declarasse estado de emergência.

Já foram registadas quatro vítimas mortais no sudeste francês e no norte de Itália, e quatro pessoas continuam desaparecidas na zona da Riviera italiana.

Quanto aos prejuízos, o governo francês estima mil milhões de euros em estragos. O presidente Emmanuel Macron deverá visitar afetadas durante semana.