Última hora
This content is not available in your region

Buscas policias nas casas de atuais e antigos ministros franceses

euronews_icons_loading
Buscas policias nas casas de atuais e antigos ministros franceses
Direitos de autor  Eliot Blondet/Pool via AP
Tamanho do texto Aa Aa

A residência do atual ministro da Saúde de França, Olivier Véran, e a do anterior primeiro-ministro Edouard Philippe, foram esta quinta-feira de manhã alvo de buscas policias no âmbito de uma investigação judicial à gestão oficial da crise de Covid-19.

Também a antiga ministra da Saúde, Agnes Buzyne, a anterior porta-voz do executivo, Sibeth Ndiyaie, e o atual diretor-geral de Saúde, Jérôme Salomon, estão entre os visados da investigação aberta em julho pelo Tribunal de Justiça à gestão da pandemia em França pelas respetivas autoridades política e de saúde.

Foram apresentadas cerca de 90 queixas contra atuais e antigos membros do governo, mas apenas nove foram consideradas admissíveis pela justiça.

As buscas domiciliárias foram realizadas por agentes do Gabinete de Combate aos Ataques contra o Meio Ambiente e a Saúde Pública, cerca de 12 horas após o discurso televisivo do Presidente Emmanuel Macron a agravar as restrições em França para travar a propagação do SARS-CoV-2.

De acordo com o Ministério da Saúde, citado pela France Info, as operações decorreram "sem dificuldade".