EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Parlamento Europeu homenageia professor decapitado

Homenagem a Samuel Paty
Homenagem a Samuel Paty Direitos de autor Michel Euler/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Michel Euler/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Autoridades francesas multiplicam operações contra islamismo radical na sequência do assassinato de Samuel Paty

PUBLICIDADE

O Parlamento Europeu observou um minuto de silêncio em homenagem ao professor de história e geografia Samuel Paty, decapitado na sexta-feira na região de Paris por um jovem islamita radical.

Em França, prosseguem as investigações e a morte de Paty levou o governo a lançar dezenas de operações visando indivíduos ou organizações com ligações identificadas com o extremismo islâmico.

O ministro do Interior, Gérald Darmanin, ordenou nomeadamente o fecho de uma mesquita que divulgou no Facebook um vídeo denunciando as aulas nas quais Paty mostrou e debateu as caricaturas de Maomé.

Em relação ao crime, há 15 pessoas detidas, quatro das quais estudantes na escola onde Paty dava aulas.

O governo diz que as operações policiais em curso pretendem nomeadamente mostrar "aos inimigos do público que não terão um minuto de descanso".

Gérald Darmanin, ministro francês do Interior:"Esta segunda-feira houve 34 operações lançadas pela polícia. Não posso dizer mais, poderão segui os casos nos próximos dias. Mas preciso de dizer que o objetivo destas operações policiais é garantir que o medo muda de campo."

Na escola de Conflans-Saint-Honorine, onde Paty dava aulas, muitos alunos ainda estão sob o choque face ao assassinato brutal, cometudo por um jovem de 18 anos de origem chechena, rapidamente morto a tiro pela polícia a poucas centenas de metros do local onde o professor morreu.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Minuto de Silêncio em memória de Samuel Paty

Macron desloca-se à Nova Caledónia para tentar pôr termo à violência no arquipélago

Polícia francesa mata homem que tentava incendiar sinagoga em Rouen