EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Kamala Harris faz História nos EUA

Kamala Harris faz História nos EUA
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Aos 56 anos, a senadora da Califórnia tornou-se na primeira mulher a chegar à vice-presidência dos Estados Unidos da América

PUBLICIDADE

Kamala Harris entra na história dos Estados Unidos da América como a primeira mulher na vice-presidência.

Aos 56 anos, a senadora da Califórnia é, pela experiência política, juridica e económica, um grande trunfo para Joe Biden.

O seu dinamismo e acertividade conhecidos na procuradoria e no congresso, surgiram também na campanha. No debate com Mike Pence afirmava: "Neste momento, temos um presidente que transforma as nossas tragédias em armas políticas. Joe será um presidente que transforma os nossos desafios em objectivos. Joe irá reunir-nos para construir uma economia que não deixe ninguém para trás".

Há quem veja nesta candidatura o trampolim para a corrida à presidencia em 2024, outros questionam-se sobre o seu posicionamento no campo democrata.

"Ela está provavelmente mais à esquerda do que Joe Biden. Ela faz parte do novo partido progressista. Teria preferido que ela tivesse tido um pouco mais de tempo no senado, que tivesse mais registo de votos, para podermos saber um pouco mais sobre ela", diz um eleitor.

Outro, comenta: "Vai ser interessante ver qual a trajetória que ela vai seguir. Certamente que se ela se apresentou como candidata presidencial, pode concorrer à presidência em 2024".

Procuradoria, senado, vice-presidência. O percurso lógico poderá ser a candidatura à Casa Branca.

Mas, para já, é no Number One Observatory Circle, a residência oficial do vice-presidente, que vai residir.

Se dependesse só das orações dos habitantes da aldeia na Índia de onde era originária a sua mãe, o caminho para a vice-presidência de Kamala Harris teria sido mais fácil.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Estado da União": Biden, o novo grande "amigo" dos europeus?

Biden chama nações "xenófobas" à Índia e Japão

Biden apela à libertação de jornalistas no jantar dos correspondentes de imprensa