Última hora
This content is not available in your region

Jornalista afegã e condutor mortos a tiro

euronews_icons_loading
Jornalista afegã e condutor mortos a tiro
Direitos de autor  STR/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Uma jornalista afegã e o motorista foram mortos a tiro, esta quinta-feira, por desconhecidos, no leste do Afeganistão.

Em declarações à agência Efe, o porta-voz do governador da província de Nangarhar explicou que o tiroteio ocorreu por volta das 7.10h locais (02.40 GMT), na cidade de Jalalabad, no percurso entre casa e escritório.

Malala Maiwand foi apresentadora numa estação de televisão local e tinha um papel ativo na comunidade.

Os ataques a profissionais de meios de comunicação, religiosos, defensores dos direitos humanos e estudantes têm vindo a aumentar no Afeganistão, um dos países mais perigosos do mundo para os jornalistas

Nenhum grupo armado reivindicou o crime. O Presidente afegão Ashraf Ghani fala de um ataque terrorista e pediu uma investigação às autoridades

Ghani disse que "os ataques aos nossos jornalistas são um crime desumano e imperdoável" e prometeu que o governo fará tudo para "proteger" e "promover" a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa.