Última hora
This content is not available in your region

Rússia e Ruanda enviam militares para a República Centro-Africana

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Rússia e Ruanda enviam militares para a República Centro-Africana
Direitos de autor  Jerome Delay/Copyright 2017 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia e o Ruanda enviaram centenas de soldados para a República Centro-Africana depois de um governo do país alertar para uma Tentativa de Golpe de Estado po parte da oposição.

O envio de militares russos foi anunciado pelo gabinete do atual chefe de estado do país africano, não foi, no entanto, confirmado pela Rússia.

Apesar disso, a Rússia manifestou, esta segunda-feira, preocupação com o que está a contecer na capital Bangui.

O presidente do país, Faustin Archange Touadéra, acusa o antigo presidente e lider da oposição François Bozizé de planear um Golpe de Estado. Bozize negou tudo e pediu novamente o adiamento das eleições presidenciais que acontecem este domingo. O atual presidente já veio reforçar que a data mantem-se.

Desde 2012 que a República Centro-Africana vive uma guerra civil. Vários países e entidades tentam manter a paz na região, como é o caso de Portugal, que tem 243 militares no país africano, 188 dos quais com a função de proteger civis.

O destacamento militar português foi visitado esta semana, pelo Ministro da Defesa de Portugal, João Gomes Cravinho, numa altura em que a desordem aumenta no país.