EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Que esperar de 2021?

Que esperar de 2021?
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois de um ano diferente de todos aqueles que conhecemos, 2021 é um ano cheio de desafios. Veja quais neste artigo.

PUBLICIDADE

Deixamos para trás 2020, um ano diferente de todos os outros, duro, feito de crises, doenças e catástrofes naturais, que forçou a maioria das pessoas a adaptar-se a novas realidades. À nossa frente, muitos desafios a todos os níveis.

Covid-19

O futuro da pandemia de coronavírus, a longo prazo, depende em grande parte de duas coisas, segundo os especialistas: Da força da imunidade que as pessoas constroem depois de expostas ao vírus e da eficácia das vacinas. Alguns países já a receberam, outros vão tê-la em breve. A vacina que, para muitos, é a salvação tão esperada, mas que muitos outros veem com desconfiança.

Os EUA de Joe Biden

Terminou a era Trump. A de Joe Biden está prestes a começar. O novo Presidente norte-americano tem tarefas árduas pela frente: manter sob controlo uma pandemia que ceifou centenas de milhares de vidas e curar um país dilacerado pela violência racial e por protestos.

Patrick Semansky/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Joe BidenPatrick Semansky/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.

Clima

E o que fará em relação às alterações climáticas? Biden prometeu voltar a aderir ao Acordo de Paris no primeiro dia de mandato. Os Estados Unidos vão ter de se esforçar agora por recuperar o atraso e cumprir as metas definidas pelo documento.

Migrantes

Que mudanças podemos esperar em relação à migração na União Europeia? O pacto sobre Migração e Asilo tornar-se-á uma realidade? A Europa vai ter, provavelmente, de abrir novos caminhos legais.

Economia

Quanto à economia, é difícil que haja uma recuperação global em 2021. Sair do choque causado pela Covid-19 vai, muito provavelmente, levar mais tempo do que se esperava.

Christine Lagarde, líder do Banco Central Europeu, advertiu para o perigo do protecionismo, mas diz que, com a vacina, se começa a ver “a outra margem do rio”.

Olivier Hoslet/AP
Christine Lagarde e Ursula von der LeyenOlivier Hoslet/AP

Brexit

Qual será o verdadeiro impacto de Brexit na União Europeia, Grã-Bretanha e respectivos cidadãos depois de o Reino Unido ter deixado as regras do mercado único a 1 de Janeiro, depois de em fevereiro deste ano ter, oficialmente, deixado de fazer parte da UE? O tempo está a esgotar-se, vai haver novas regras para as empresas e para os cidadãos.

Alberto Pezzali/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Porquê o Brexit?Alberto Pezzali/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved

Datas-chave de 2021:

1 de janeiro: Termina o período de transição do Brexit.

20 de janeiro: Tomada de posse de Joe Biden nos Estados Unidos.

28 de março: Eleições legislativas na Bulgária.

Março: Presidenciais no Kosovo.

6 de maio: Legislativas na Escócia, um desafio ao independentismo.

13 a 16 de maio: O Fórum Económico Mundial reúne-se em Singapura, é a segunda vez que acontece fora da sede habitual em Davos, na Suíça.

18 a 22 de maio: regressa o festival da Eurovisão, interrompido em 2020 devido à Covid.

18 de junho: Quem sucederá a Hassan Rouhani? Há eleições presidenciais no Irão.

11 de setembro: Celebra-se o vigésimo aniversário dos atentados terroristas de 2001.

19 de setembro: Medimos que impacto está a ter a oposição russa, com as eleições para a Duma.

PUBLICIDADE

26 de setembro: Os alemães elegem o novo parlamento, é o fim da era Merkel.

15 e 16 de outubro: Eleições também na República Checa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pós-Brexit: bebidas com baixo ou nenhum teor alcoólico serão vendidas como "vinho" no Reino Unido

Unionistas terminam bloqueio: parlamento da Irlanda do Norte pode retomar atividade no fim de semana

Batalha legal contra as "prisões" temporárias de requerentes de asilo em Inglaterra