Última hora
This content is not available in your region

Washington praticamente cercada antes da posse de Joe Biden

De  euronews
euronews_icons_loading
Washington praticamente cercada antes da posse de Joe Biden
Direitos de autor  J-2 avant l'investiture de Joe Biden
Tamanho do texto Aa Aa

Washington é uma cidade praticamente cercada. Está irreconhecível depois da violência no Capitólio, numa altura em que continuam os preparativos para a tomada de posse de Joe Biden. O presidente eleito dos Estados Unidos apelou novamente à união do país.

Milhares de soldados da Guarda Nacional foram enviados para a capital e vão chegar mais 25 mil na quarta-feira, a tempo do juramento de Biden e de Kamala Harris.

Foi estabelecida uma "zona vermelha" do Capitólio até à Casa Branca onde será impossível circular: só entram veículos autorizados e à volta desta zona também foram impostas algumas restrições. Várias ruas estão cortadas com blocos de cimento - a circulação será apenas permitida a residentes e profissionais autorizados.

Todos os guardas fazem um juramento e é para defender a Constituição de inimigos, estrangeiros e domésticos. E, como vimos, às vezes os inimigos estão mais perto do que se possa pensar.
Richard Idler
Guarda Nacional Delaware

Os Estados Unidos ainda recordam os distúrbios de 6 de janeiro, quando partidários de Donald Trump invadiram o Capitólio. Quase 70 manifestantes foram acusados.

A cerimónia da tomada de posse de Joe Biden acontece na quarta-feira, na presença de um número limitado de convidados e sem público. Em Washington, os soldados armados e os veículos blindados substituem os curiosos.