Última hora
This content is not available in your region

E que tal um gin tónico a saber a Natal?

De  Francisco Marques  & Janis Laizans
euronews_icons_loading
Estonic Soda, a bebida engarrafada de essência de árvore de natal
Estonic Soda, a bebida engarrafada de essência de árvore de natal   -   Direitos de autor  Destilaria Lahentagge
Tamanho do texto Aa Aa

O Natal já lá vai, mas a utilidade das árvores de Natal nem tanto. Em especial na Estónia, onde os pinheiros de uma espécie nórdica denomina espruce parecem ser saborosos... para beber.

Na região do Báltico, muitas árvores de Natal são enviadas no final da época festiva para uma destilaria familiar na ilha de Saaremaa, na Estónia.

A Lahhentagge recicla as árvores de Natal através da infusão das agulhas destes pinheiros esmagadas, tornando-as numa água tónica, garantem, com sabor a Natal.

O resultado dá pelo nome de Estonic Soda, pode beber-se simples ou para dar um espírito natalício a um popular gin tónico.

O espruce é muito conhecido nas terras nórdicas. Tem sido usado há séculos e é muito bom pelas vitaminas e minerais.

"Tem muita vitamina C e vitamina D. E, claro, nesta altura de plena guerra à pandemia, temos ainda mais procura.
Tarmo Virki
Fundador da destilaria Lahhentagge

Há três anos, a empresa reciclou a primeira árvore de Natal retirada de uma praça pública local. Depois, uma outra oriunda da Estónia continental.

Agora, há espruces a serem recolhidos de praças municipais da capital da Finlândia, Helsínquia, ou da cidade turística de Jurmala, na Letónia.

"Um espruce pode ser usado para produzir até 10 mil litros desta tónica de espírito natalício", explica-nos Janis Laizans, o correspondente da Euronews na Estónia.

A diretora do posto de Turismo de Jurmala considera este negócio "muito interessante e uma ideia nova".

"A ideia de darmos às árvores de Natal uma segunda vida parece-me excelente", considera Aleksandra Stramkale.

Não se pense no entanto que os cerca de 50 milhões de árvores de Natal usadas anualmente na Europa podem vir a ser transformadas em gin tónicos com sabor natalício.

Alguns dos exemplares mais pequenos de árvores de Natal usados em casas particulares acabam por ficar demasiado secos. As "primas" do Norte, colocadas em praças públicas, mantêm-se mais húmidas e resultam em melhores ingredientes para esta bebida, até ver, única no mundo.