Última hora
This content is not available in your region

Aung San Suu Kyi detida pelo exército de Myanmar

euronews_icons_loading
Aung San Suu Kyi detida pelo exército de Myanmar
Direitos de autor  Thein Zaw/AP
Tamanho do texto Aa Aa

O exército de Myanmarassume o controlo do país durante um ano. Um anúncio feito através da televisão citando a constituição militar que permite que os militares assumam o poder do país em caso de emergência nacional.

A Presidente Aung San Suu Kyi foi detida, na noite deste domingo, assim como vários elementos do partido Liga Nacional pela Democracia, depois de várias semanas de tensões entre o partido vencedor das eleições de novembro de 2020 e o exército.

Os críticos falam no equivalente a um golpe de estado, mas o governo descarta rumores. No entanto, soldados estão presentes nas ruas da capital, Naypyita, e em várias outras cidades.

Aung San Suu Kyi passou quase 15 anos detida entre 1989 e 2010. Em 2015, levou o seu partido à vitória no país. A constituição, influenciada pelo exército, que garante 25% de representação no parlamento aos militares, proíbe Suu Kyi de se tornar presidente porque tem filhos de nacionalidade estrangeira.

As Forças Armadas de Myanmar continuam a ter poder para nomear posições chave do governo e, juntamente com os partidos da oposição alegam que as eleições de novembro foram fraudulentas e solicitaram o adiamento da tomada de posse no parlamento.