Última hora
This content is not available in your region

Chile indignado com morte de artista pelas mãos da polícia

euronews_icons_loading
Chile indignado com morte de artista pelas mãos da polícia
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

O Chile despediu-se, este sábado, do malabarista assassinado, um dia antes, com múltiplos disparos, por um agente da polícia.

Em Panguipulli, no sul do país, houve lugar para luto e contestação, com centenas de pessoas a protestar contra a atividade policial e um edifício público incendiado.

O incidente de sexta-feira ocorreu depois de o artista de rua se ter recusado a cooperar com dois homens fardados que alegadamente lhe pediram um documento de identificação.

Testemunhas filmaram o momento, mostrando o jovem de 27 anos a ser abordado pela dupla já de arma na mão. Os dois agentes acabariam por deixar o homem estendido na rua, sem vida, minutos depois. Em pouco tempo, as imagens incendiaram as redes sociais e geraram uma onda de protestos na cidade.

A família da vítima confirmou à imprensa local que esta não era a primeira vez que a tragédia lhe batia à porta. O homem assassinado era tio de um menor de 16 anos, também ele vítima fatal de uma ação policial, em outubro do ano passado.