EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Morreu magnata da pornografia Larry Flynt

Morreu magnata da pornografia Larry Flynt
Direitos de autor from AP video
Direitos de autor from AP video
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Polémico fundador da revista "Hustler" foi vítima de uma paragem cardíaca

PUBLICIDADE

Polémico e autoproclamado defensor da liberdade de expressão, Larry Flynt morreu aos 78 anos, em Los Angeles.

O fundador da revista pornográfica "Hustler" foi vítima de uma paragem cardíaca. Encontrava-se numa cadeira de rodas desde uma tentativa de homicídio em 1978.

Graças às imagens mais explícitas do que a concorrente "Playboy", que considerava "desatualizada", Flynt criou um império que se estendeu aos estúdios de produção de filmes pornográficos.

A vida marcada por escândalos e processos judiciais de Flynt acabaria por vir a ser retratada no cinema.

Um dos casos mais polémicos que envolve o magnata é o de uma capa de revista com uma sátira a um anúncio do televangelista Jerry Falwell. Flynt foi processado e condenado a pagar 150 mil dólares mas recorreu da sentença no Supremo Tribunal e venceu.

O caso tornou-se paradigmático para julgamentos relacionados com a liberdade de expressão.

Em 2017, Flynt ofereceu 10 milhões de dólares por informações relevantes para ajudar no processo de destituição do ex-presidente Donald Trump.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Oppenheimer" lidera corrida aos Óscares com 13 nomeações

EUA: Atores querem retomar negociações com produtores de cinema e televisão

Cyndi Lauper imortalizou as suas impressões digitais e pegadas à porta do TCL Chinese Theatre