Última hora
This content is not available in your region

Bill Gates: Efeitos das alterações climáticas piores do que a pandemia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Bill Gates: Efeitos das alterações climáticas piores do que a pandemia
Direitos de autor  إلين تومسون/أ ب
Tamanho do texto Aa Aa

Homem de muitas causas, Bill Gates também se preocupa e luta para defender o futuro do planeta.

O assunto está em destaque no livro "Como evitar um Desastre Climático", que o cofundador da Microsoft, copresidente da Fundação Bill & Melinda Gates e líder da Breakthrough Energy Ventures lança hoje em todo o mundo.

Em entrevista ao jornalista da Euronews Jeremy Wilks - para o programa "The Gobal Conversation" - alertou, de modo preocupante, que as alterações climáticas terão "efeitos negativos muito piores do que a pandemia de Covid-19."

"Precisamos de mais uma dúzia de inovações revolucionárias por causa de todas as fontes de emissões. E não se resume apenas de carros elétricos. Não se trata só de combustível de aviação verde, de carne artificial. Há muita coisa a fazer na indústria e na agricultura, nos transportes, nos edifícios. Mas os danos e a destruição permanente dos ecossistemas naturais, são muito, muito piores do que o próprio pico da pandemia", sublinhou Bill Gates.

Jeremy Wilks, Euronews - O que é que pensa do Pacto Verde Europeu, que alia os fundos de recuperação da pandemia a investimentos verdes? Ninguém recebe verbas a não ser que se invista em algo verde. Acredita que se está a ir longe com isso?

Bill Gates, cofundador da Microsoft - Penso que é fantástico. É um grande compromisso. O impacto dependerá da qualidade dos projetos. A nossa equipa científica financiou "start-ups" que vão tentar colaborar, tanto quanto possível, com a Europa nestes projetos porque temos de tentar, temos de tentar com escala.

Jeremy Wilks, Euronews - Muitos dos nossos espetadores têm-se questionado sobre as soluções baseadas na natureza, como a plantação de árvores para combater o dióxido de carbono na atmosfera. Considera uma abordagem válida?

Bill Gates, cofundador da Microsoft - Se estivermos a dizer que vamos compensar alguma coisa, então as árvores queimam-se ou morrem a cada 40 anos. O custo por tonelada para financiar uma coisa dessas - digamos 4 mil anos - é muito elevado. Por isso, libertarmo-nos das emissões nos processos será a única forma de combater os 51 mil milhões de toneladas de gases com efeito estufa emitidas por ano.