Última hora
This content is not available in your region

Aumenta a pressão sobre o acordo nuclear

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques com Associated Press
euronews_icons_loading
Aumenta a pressão sobre o acordo nuclear
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

O Irão já terá armazenado mais de 17 quilogramas de urânio enriquecido a 20% de pureza, o que é muito acima dos limites permitidos pelo acordo nuclear de há cinco anos.

A informação consta de um relatório confidencial da Agência Internacional da energia Atómica (AEIA), a que a Associated Press teve acesso, e é revelada no dia em que o Irão cumpriu a ameaça de começar a limitar as inspeções às respetivas centrais nucleares.

Anunciámos a 15 de fevereiro à Agência Internacional de Energia Atómica que a lei parlamentar (de limitar as inspeções) seria implementada na manhã de 23 de fevereiro e assim aconteceu esta manhã.
Mohammad Javad Zarif
Ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão

As restrições ao acesso internacional são mais uma forma de pressão para sobretudo os Estados Unidos retirarem as sanções económicas que têm vindo a estrangular o Irão.

As principais potências europeias signatárias do acordo de 2015 (Alemanha, França e Reino Unido) consideram a medida iraniana perigosa, mas Teerão espera forçar um gesto mais apaziguador em Washington.

"A Administração Biden travou a tentativa falhada da anterior administração americana de repor as sanções da ONU e aligeirou as restrições inaceitáveis à circulação de diplomatas iranianos nas Nações Unidas. Ao mesmo tempo que salutamos estas medidas que colocam os Estados Unidos num caminho construtivo, consideramo-las ainda muito insuficientes", afirmou Ali Rabiei, o porta-voz do governo iraniano.

Em processo de desfazer muitas das políticas seguidas pelo antecessor Donald Trump, Joe Biden já se mostrou favorável a fazer reentrar os Estados Unidos no acordo nuclear, de onde saiu em 2018, mas exige que o Irão cumpra o acordado em 2015, o que não parece fácil.

Além do urânio enriquecido a 20% e agora das restrições, o Irão tem vindo também a aumentar muito acima do acordado o armazenamento do chamado urânio pouco enriquecido, isto é, enriquecido abaixo dos 4%.

O armazenamento já atinge quase as 3 toneladas. No anterior relatório da AIEA, o volume iraniano de urânio pouco enriquecido armazenado era de 2.442,9 Kg.