Última hora
This content is not available in your region

Venezuela expulsa embaixadora da UE

euronews_icons_loading
Venezuela expulsa embaixadora da UE
Direitos de autor  FEDERICO PARRA/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

A portuguesa Isabel Brilhante Pedrosa, embaixadora da União Europeia na Venezuela, recebeu um ultimato de 72 horas para deixar o país. As autoridades venezuelanas expulsaram a diplomata, como retaliação às sanções decididas pela UE contra 19 altos funcionários de Caracas, devido a atos que minam a democracia e o Estado de Direito no país, segundo os argumentos de Bruxelas. Portugal já lamentou a decisão de Caracas.

O chefe da diplomacia venezuelana Jorge Arreaza, anunciou que, "por decisão do presidente Nicolás Maduro, foi entregue em mãos, a Isabel Brilhante Pedrosa, um documento em que é declarada persona non grata".

As sanções da UE vieram na sequência das eleições legislativas de dezembro do ano passado, que não foram reconhecidas como credíveis por nenhum Estado da União Europeia. São agora 55 as personalidades venezuelanas proibidas de viajar para a UE e com os bens congelados no espaço europeu.