Última hora
This content is not available in your region

Muçulmanas europeias desafiam preconceitos

Access to the comments Comentários
De  Méabh Mc Mahon
euronews_icons_loading
Muçulmanas europeias desafiam preconceitos
Direitos de autor  EURONEWS
Tamanho do texto Aa Aa

Desafiar e destruir os estereótipos sobre as mulheres muçulmanas, esta a razão pela qual esta marroquina estabelecida em Bruxelas decidiu criar o seu próprio vlog.

Os temas vão desde os benefícios da natureza e da prática de ioga até à alimentação saudável. Soundous Boualam quer mostrar o lado positivo do Corão.

"Quero que as pessoas se sintam mais leves e um pouco mais curadas quando assistem aos vídeos. Escolhi este ângulo porque sinto que o Islão em geral é muito politizado na comunicaçao social e em geral. A forma como vejo o Islão representa um escape das pressões diárias que podemos sentir", afirma a vlogger.

Nascida e criada em Rabat numa casa cheia de mulheres e com um pai progressivo, esta jovem de 28 anos de idade faz os seus vídeos em inglês para atraír uma audiência variada. O objetivo é dar às mulheres a possibilidade de se juntarem a um discurso religioso dominado por homens.

"Sendo mulher, é importante falar sobre como o Islão me dá poder e me faz sentir livre, porque existe muita falta de informação e muitos preconceitos sobre a verdadeira natureza do Islão. No Islão, por exemplo, o Corão diz que Deus criou os homens e as mulheres a partir da mesma alma", acrescenta Soundous Boualam.

Feminista, ativista e defensora dos valores da União Europeia, Soundous espera que o seu diário em forma de vídeo contribua para acabar com a islamofobia que existe na esfera política europeia.