This content is not available in your region

Papa Francisco despede-se do Iraque com mensagem de esperança

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques  com EFE
euronews_icons_loading
Papa Francisco despede-se do Iraque com mensagem de esperança
Direitos de autor  AP Photo

Terminou esta segunda-feira de manhã a histórica visita do Sumo Pontífice da Igreja católica ao Iraque, o país onde "Abraão começou a sua viagem", como destacou o Papa na mensagem de despedida.

Após três dias de importantes encontros, incluindo com o líder islâmico xiita, o aiatola Al Sistani, Francisco teve um derradeiro encontro em Bagdade.

O Presidente do Iraque, na companhia da mulher, recebeu o Papa no aeroporto, para uma breve reunião. No final, Barham Saleh destacou o êxito da visita, sobretudo a mensagem de "solidariedade, paz e amor" do líder católico, que, garantiu, "permanecerá eterna no coração dos iraquianos".

Na retina desta visita ficou o apelo do líder católico ao diálogo entre religiões e a total oposição ao uso do nome de Deus para justificar atos terroristas e opressão.

Na mensagem final, Francisco pediu ainda aos iraquianos para repetirem os passos de Abraão pelo caminho da esperança sem nunca deixarem de olhar para as estrelas.

"Desta terra, há milénios, Abraão começou a sua viagem. Hoje cabe a nós continuá-la, com o mesmo espírito, caminhando juntos pelos caminhos da paz!

"Por esta razão, invoco sobre vós toda a paz e a bênção do Altíssimo. E peço a todos que façam o mesmo que Abraão: caminhem com esperança e nunca deixem de olhar para as estrelas.
Papa Francisco
Sumo Pontífice da Igreja Católica

O regresso ao Vaticano cumpriu-se a bordo de um avião A330 da Alitalia, no qual embarcou pelas 09h54, hora local. A aterragem em Roma, Itália, aconteceu pelas 12h20, hora local, cerca de 20 minutos antes do previsto.

De pronto, o Sumo Pontífice rumou à Basílica de Santa Maria Maior, com um ramos de flores transportado desde o Iraque e que depositou diante da imagem da Virgem Salus Populi Romani, onde rezou. revelou a assessoria de imprensa do Vaticano.

Foi a 33.ª viagem apostólica do papa Francisco e, devido à pandemia de Covid-19, a primeira em 15 meses.

Outras fontes • VaticanNews