Covid-19 pior que nunca no Brasil

Brasil
Brasil Direitos de autor Silvia Izquierdo/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Brasil ultrapassa pela primeira vez a barreira das duas mil mortes diárias por covid-19 e o número de novas infeções também não pára de crescer

PUBLICIDADE

O Brasil bateu mais um triste recorde ao registar 2 286 mortes associadas à covid-19 no espaço de 24 horas. Nunca antes o país tinha ultrapassado a fasquia das duas mil mortes diárias. Desde o início da pandemia já perderam a vida mais de 270 mil pessoas no Brasil e o número de novas infeções não pára de crescer, com cerca de 80 mil novos casos diários, a terceira marca mais alta de sempre.

O sistema de saúde está à beira do colapso e a campanha de vacinação está comprometida pela falta de vacinas no país, mas Jair Bolsonaro garante que o governo "não poupou esforços e não economizou recursos para atender todos os estados".

Palavras proferidas durante uma rara aparição de máscara do Presidente brasileiro, por ocasião da assinatura de um projeto-lei que facilita a aquisição de vacinas diretamente pelos governos estaduais.

Não obstante, Bolsonaro minimizou a importância do isolamento social, referindo que a medida apenas foi adotada para dar tempo aos hospitais de se equiparem devidamente para fazer face à pandemia.

Editor de vídeo • Bruno Sousa

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Variante brasileira da Covid-19 causa estragos além-fronteiras

Bolsonaro descarta responsabilidade por efeitos secundários da vacina

"Bloco da latinha": este desfile de Carnaval ouve-se muito antes de se ver