Última hora
This content is not available in your region

Rutte vence eleições marcadas por surpresas

euronews_icons_loading
Rutte vence eleições marcadas por surpresas
Direitos de autor  Eva Plevier/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Inabalável ao fim de 11 anos no poder, Mark Rutte recebe um mandato para formar governo pela quarta vez, com a vitória do Partido Popular para a Liberdade e Democracia (VVD) nas eleições nos Países Baixos.

"O resultado destas eleições é que os eleitores dos Países Baixos deram-me, a mim e ao nosso partido, um voto claro de confiança que nos obriga à humildade e a darmos o nosso melhor para ter sucesso", disse o primeiro-ministro e líder do VVD.

A principal surpresa destas eleições é o mau resultado do Partido da Liberdade, de extrema-direita, liderado por Geert Wilders, relegado para o terceiro lugar, atrás dos liberais do D66, aliados de Rutte. Wilders foi vítima da divisão de votos nesta área, com o aparecimento de um novo partido, o Fórum para a Democracia.

A vitória acontece num contexto tenso, marcado pelas medidas de confinamento resultantes da pandemia e pela contestação, por vezes violenta, a essas medidas. As opiniões dos eleitores dividem-se: "O coronavírus, daqui a um a dois anos, já terá passado, devido a confinamento e todas essas medidas. As regras agora em vigor parecem-me bem", diz uma eleitora.

Outro eleitor mostra-se crítico em relação à atuação de Rutte: "Não acho que Rutte tenha feito um bom trabalho. Há múltiplas questões em que não atuou bem, muda muito de perspetiva e tem sido populista", diz.

O resultado dá a Rutte também um sinal de aprovação em relação às políticas rígidas que tem defendido relativamente ao orçamento da União Europeia.

As eleições aconteceram devido à dissolução do governo na sequência de um escândalo, depois de o ministério das finanças ter pedido o reembolso de benefícios sociais, sobretudo a comunidades minoritárias.

As questões raciais, a imigração e a Covid-19 são prioridades importantes, mas as relações com a União Europeia também desempenharam um papel crucial. O primeiro partido pan-europeu, o Volt Europa, ganhou três assentos e entra pela primeira vez para um parlamento nacional.

"Somos um partido europeu, presente em todos os países da Europa com o objetivo de respondermos juntos a estes desafios. Conseguir assentos no parlamento nacional neerlandês nas primeiras eleições legislativas em que participamos é um excelente resultado e um grande incentivo para as próximas etapas na Europa", diz o líder da secção neerlandesa do Volt Europa, Laurens Dassen.

No poder há uma década e a preparar o quarto governo, Mark Rutte vê estas eleições como um sucesso, mas a questão é saber quanto tempo pode a coligação que formar aguentar.