EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Europa reajusta restrições. Combate à covid-19 a velocidades diferentes

Europa reajusta restrições. Combate à covid-19 a velocidades diferentes
Direitos de autor Nadine Weigel/(c) Copyright 2021, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten
Direitos de autor Nadine Weigel/(c) Copyright 2021, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Alemanha entra em recolher obrigatório, Itália abre as esplanadas. Entre os países europeus, as medidas de combate à pandemia diferem, de acordo com as orientações dos governos para fazer face ao número de contágios.

PUBLICIDADE

As ruas ficaram desertas, na Alemanha, a partir das 20h00 (hora local). O país iniciou, este sábado, um recolher obrigatório durante a noite. A medida faz parte de um pacote de restrições mais duras e vem centralizar o combate à pandemia. 

Até ao momento, cabia a cada estado federal estabelecer as próprias regras. No entanto, o crescente número de contágios e a manta de retalhos de medidas, levaram o parlamento alemão a aprovar uma resposta comum a nível nacional. 

Desconfinamento gradual gera protestos no Reino Unido

O levantamento gradual das restrições não está a ser suficiente para muitos.

Em Londres, milhares de pessoas contestaram o uso obrigatório de máscaras e a possível introdução dos chamados passaportes de vacinação.

Este mês, as lojas não essenciais foram reabertas e os pubs voltaram a receber clientes, desde que ao ar livre.

O alívio nas restrições é justificado pelo sucesso das medidas de combate à pandemia e a vacinação em massa.

Suíços contra restrições sanitárias

Também na Suíça sábado foi dia de manifestação contra as restrições sanitárias.

Os manifestantes reuniram-se em Rapperswil-Jona, a pouco mais de 30 quilómetros de Zurique, para um protesto não autorizado.

No entanto, a polícia decidiu não interromper a manifestação pacífica pela força.

Esplanadas voltam a abrir em grande parte de Itália

A partir desta segunda-feira, Itália passa a maioria das regiões a zonas de baixo risco e para muitas empresas italianas o momento é de voltar a abrir ao público. Pela primeira vez desde o verão passado, os restaurantes podem servir os clientes nas instalações, mas apenas se tiverem esplanada.

Davide Vespa é chefe de mesa em Roma e diz esperar poder "voltar a trabalhar o mais rapidamente possível, também no interior" do restaurante. Afirma confiar nas instituições para proteger a população e considera estar a dar um passo na direção do "regresso a uma vida normal", em que já se pode respirar um pouco mais de "ar fresco".

Grécia reabre lojas

Na Grécia, o comité de peritos em doenças infecciosas aconselhou o governo a flexibilizar as restrições. 

Depois de o país ter levantado a quarentena obrigatória para residentes na União Europeia vacinados ou com teste negativo, este sábado, os consumidores já puderam entrar nas lojas e experimentar produtos e os serviços de estética voltaram a abrir as portas. 

A medida abrange lojas de rua e centros comerciais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rio de Janeiro abre praias e parques

Suíça alivia restrições e volta às esplanadas

Detalhes do certificado sobre Covid-19 em análise minuciosa