This content is not available in your region

Mundiais de Budapeste: ouro para a Croácia e Espanha e Bárbara Timo termina em 9.º lugar

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Mundiais de Budapeste: ouro para a Croácia e Espanha e Bárbara Timo termina em 9.º lugar
Direitos de autor  International Judo Federation

Na quinta jornada dos Mundiais de Judo, que decorreu na quinta-feira na Arena Laszlo Papp, em Budapeste, a croata Barbara Matic esteve na sua melhor forma, avançando a passos largos até à final dos -70kg, onde a esperava a judoca Yoko Ono.

A nipónica esteve também no seu melhor ao longo do dia, apostando, com destreza, nos golpes uchi-mata e no seu alto nível técnico no tapete.

A final entre as duas foi um embate duro mas a poucos minutos do fim a croata marcou uma pontuação waza-ari e encontrou a oportunidade para a imobilização, sagrando-se campeã do mundo. Uma vitória que alcançou quase dez anos depois de ter sido coroada campeã mundial nos Júniores.

Barbara Matic recebeu a medalha de ouro das mãos do presidente da Federação Internacional de Natação, Husain Al Musallam.

Pensei para mim mesma que já tenho uma medalha nos mundiais, o que foi um grande feito, por isso aquilo que preciso de fazer é dar tudo no tapete e lutar até ao fim, e foi isso que fiz.
Barbara Matic

O número 1 do mundo Nikoloz Sherazadishvili foi a Budapeste com um objetivo: o de reconquistar o seu título mundial. Como cabeça de série nos -90kg, o judoca de Espanha esteve à medida das circunstâncias.

Do seu percurso a caminho da final, destaca-se um fantástico golpe uchi-mata contra o japonês Kenta Nagasawa.

O seu adversário na final foi o uzbeque Davlat Bobonov, que derrotou nas meias-finais o favorito a competir em casa, Krisztian Toth.

O duelo entre os dois poderosos judocas, que fez as delícias do público, ficou decidido a favor do espanhol, que venceu com um golpe o-ouchi-gari para ippon.

O judoca foi condecorado pela secretária de Estado do Desporto da Hungria, Tünde Szabó.

Podemos sempre ser melhores, o meu estado de espírito é pensar que posso sempre fazer mais, não só para vencer mas também para elevar o meu nível técnico. Mas estou em boa forma, e foi por isso que vim a Budapeste.
Nikoloz Sherazadishvili

O medalhista de bronze da categoria foi o sueco Marcus Nyman, que derrotou Kenta Nagasawa. Esta foi a primeira medalha nos mundiais para o sueco.

Em destaque esteve também Krisztian Toth, que reivindicou a outra medalha de bronze, levando o público da casa ao júbilo.

Relativamente à comitiva portuguesa, Bárbara Timo foi eliminada ao segundo combate dos -70kg. A vice-campeã mundial perdeu por ippon frente à irlandesa Megan Fletcher, 24.ª do ranking internacional, a 24 segundos do fim do combate.

Apesar do resultado, Bárbara Timo assegurou a qualificação para Tóquio 2020, onde se vai estrear nos Jogos Olímpicos.

Na sexta-feira estará em prova Jorge Fonseca (-100kg) e Rochele Nunes (+78kg) competirá no sábado.