EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Tribunal de Hong Kong mantém prisão de jornalista

O jornalista Ryan Law no momento em que era detido pela polícia de Hong Kong
O jornalista Ryan Law no momento em que era detido pela polícia de Hong Kong Direitos de autor AP Photo/Kin Cheung
Direitos de autor AP Photo/Kin Cheung
De  Francisco Marques
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Juiz considerou não ter garantias de que o chefe de redação do "Apple Daily" não iria continuar a violar a Lei de Segurança da China através do jornal

PUBLICIDADE

O tribunal de Hong Kong rejeitou conceder uma caução para libertar o chefe de redação do jornal "Apple Daily" e o diretor executivo da "Next Digital", a maior empresa de media na antiga colónia britânica.

O juiz considerou não existirem garantias suficientes de que os réus não fossem dar continuidade aos alegados ataques contra a soberania da China através de artigos nas respetivas publicações.

Acusados de conluio com forças estrangeiras para prejudicar a segurança nacional da China através de artigos de imprensa, o jornalista Ryan Law e o gestor Cheung Kim-hung foram detidos na quinta-feira, com mais três funcionários do jornal "Apple Daily", que é detido pela "Next Digital".

Enquanto aos outros três outros funcionários foi concedida liberdade sob caução, ao chefe de redação e o diretor do grupo de comunicação foi negado provimento às respetivas ofertas de fiança de até 22 mil euros mais prisão domiciliária e de 325 mil euros com apresentações na polícia três vezes por semana.

As autoridades de Hong Kong alegam que Ryan Law e Cheung Kim-hung terão violado o Artigo 29.°, da Lei de Segurança Chinesa, implementada também em Hong Kong desde junho do ano passado para tentar travar a revolta pró-democracia naquela região de administração especial chinesa.

Ao abrigo desta lei, a operação de quinta-feira, alegadamente com meio milhar de agentes de polícia, foi a segunda rusga em menos de um ano às instalações do "Apple Daily". Foram ainda congelados quase dois milhões de euros de ativos da "Next Digital".

Com o fundador do jornal, Jimmy Lai, a cumprir uma pena de 20 meses de prisão, por alegado envolvimento nos tumultos de 2019 em Hong Kong, o "Apple Daily" continua a ir para as bancas e com apelos à união contra a pressão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tribunal de Hong Kong anula condenação da jornalista premiada Bao Choy

"Apenas patriotas" tomam posse em Hong Kong enquanto jornal fecha as portas

Magnata Jimmy Lai condenado a um ano de prisão em Hong Kong