This content is not available in your region

"Apenas patriotas" tomam posse em Hong Kong enquanto jornal fecha as portas

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com LUSA
euronews_icons_loading
"Apenas patriotas" tomam posse em Hong Kong enquanto jornal fecha as portas
Direitos de autor  frame

Sem a presença de qualquer oposição pró-democrata, os 90 novos membros do Conselho Legislativo de "apenas patriotas" de Hong Kong juraram lealdade, esta segunda-feira, no primeiro dia da sessão após terem sido nomeados.

A cerimónia esteve carregada de símbolos do dominío da China, refletindo a nova realidade do território. 

Na sequência dos enormes e por vezes violentos protestos pró-democracia de 2019, uma lei de segurança nacional imposta por Pequim entrou em vigor no ano seguinte e foram aprovadas novas leis para expurgar as administrações e instituições de elementos considerados "não patrióticos".

Atualmente todos os membros da oposíção estão presos, no exílio, ou afastaram-se da vida política.

Insegurança leva média pró-democacia a fechar

Paralelamente à tomada de posse, o site independente de notícias Citizen News, fundado em 2017, anunciou o encerramento, a partir desta terça-feira,.

Num texto publicado no Facebook, a plataforma de notícias justificou a decisão de cessar o trabalho por considerar não haver condições de segurança para os seus profissionais.

"No centro de uma tempestade que se está formar, encontrámo-nos numa situação crítica. Face a uma crise, temos de garantir a segurança e o bem-estar de todos os que se encontram a bordo", pode ler-se no comunicado publicado pela redação.

Já no final de dezembro, outra plataforma de notícias pró-democrata, a Stand News, tinha anunciado o fecho imediato, após a polícia de segurança nacional ter invadido a redação e ter detido sete pessoas associadas ao órgão de comunicação social.