EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

MWC destaca empresas na área da saúde

MWC destaca empresas na área da saúde
Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Mobile World Congress, a decorrer em Barcelona, destaca empresas na área da saúde. O evento conta com mais de 430 start-ups e 300 oradores

PUBLICIDADE

A inovação salvaguarda as empresas de sucesso, em particular em tempos de incerteza. 

Esta é a mensagem subjacente ao Mobile World Congress que decorre em Barcelona, um evento dedicado aos mais recentes avanços tecnológicos na área digital.

Pela primeira vez, a indústria das start-ups é o foco do evento que conta mais de 430 empresas e três centenas de oradores.

"Os empresários sociais vão estar na vanguarda do ecossistema digital, acreditamos que as mudanças que enfrentamos são de tal ordem que os empresários e investidores tecnológicos identificam as oportunidades em torno das mudanças climáticas, e do fosso digital", afirma Pere Durán, diretor da plataforma 4YFN dedicada a este evento.

A telemedicina e as aplicações de saúde são uma das áreas mais em crescimento no período pós-pandemia.

A inteligência artificial promete igualmente ganhos na área da saúde mental.

É o caso da Psious, uma empresa que concebe programas de realidade virtual para ajudar os pacientes a ultrapassarem fobias, ansiedade e depressão.

" Um dos nossos programas lida com o medo das agulhas e é usado por profissionais de saúde mental para ajudar os pacientes a ultrapassarem a fobia das agulhas de forma a poderem ser vacinados contra a Covid" explica Alex Bertie da start-up Psious.

Outro exemplo é uma empresa local que criou um capacete especial para ser utilizado por médicos e que permite filmar e fazer streaming das operações realizadas. Um recurso útil na área da educação como explica Javier Garrido, co- fundador da Robin Cam.

"A ativação é feita através de sensores de proximidade. Como não se pode tocar na câmara, a ativação faz-se ao aproximarmos a mão. Assim, é possível definir a área da operação que se está a gravar. Se passarmos a mão em frente à câmara, esta é ativada", afirma.

A repórter da euronews Cristina Giner acrescenta:

"Devido à pandemia, cada vez mais pacientes estão a recorrer à tecnologia para melhorar, curar ou recuperar a saúde. A julgar pela elevada presença de empresas desta área no Mobile World Congress, trata-se de uma tendência que vai continuar".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mobile World Capital Barcelona: uma experiência híbrida

"Mobile world Congress" avança sem medo da variante Delta

Startups e investidores juntam-se em Barcelona