Última hora
This content is not available in your region

Líder da oposição bielorrussa pede apoio a Washington

De  Euronews
euronews_icons_loading
Líder da oposição bielorrussa pede apoio a Washington
Direitos de autor  Mindaugas Kulbis/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

A líder da oposição bielorrussa, Svetlana Tikhanovskaya, pede aos Estados Unidos que decretem mais sanções contra o regime de Alexander Lukashenko, bem como contra as empresas bielorrussas.

Em visita a Washington, Svetlana Tikhanovskaya disse que só os próprios bielorrussos podem trazer mudanças democráticas ao país, mas espera o apoio americano.

"O Presidente Biden diz que o mundo está a lutar entre a autocracia e a democracia. Portanto, a linha da frente desta luta encontra-se neste momento na Bielorrússia", afirmou, acrescentando: "Estamos certos de que a Bielorrússia pode tornar-se, que a Bielorrússia se tornará, uma história de sucesso" e ainda: "A Bielorrússia será um exemplo da transição da autocracia para a democracia num futuro próximo".

Tikhanovskaya foi o principal concorrente do Presidente Alexander Lukashenko nas eleições de agosto de 2020 e foi forçado a abandonar o país após as sondagens que a oposição e o Ocidente viram como fraudulentas.

A visita de Tikhanouskaya a Washington vem depois das autoridades bielorrussas terem ampliado a repressão na semana passada, ao invadirem as casas de líderes cívicos e escritórios de dezenas de meios de comunicação social independentes.

A economia bielorrussa, que sofre com a pandemia do coronavírus, recebeu recentemente um novo golpe quando a União Europeia impôs sanções brutais contra algumas das principais exportações bielorrussas pelo desvio de um avião de passageiros em maio passado para prender um jornalista da oposição.