Museu dedicado à vida e obra de Federico Fellini abre em Rimini

Museu dedicado à vida e obra de Federico Fellini abre em Rimini
Direitos de autor EV - Euronews
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Realizador de filmes como "La Dolce Vita" e "8½" é um dos nomes mais influentes na história do cinema

PUBLICIDADE

A vida de Federico Fellini dava um museu. Filmes, deu muitos e valeram-lhe um lugar de destaque na história do cinema. Quanto ao museu, foi inaugurado esta semana na sua cidade natal, Rimini, tornando-se na mais recente atração na estância balnear italiana banhada pelo Mar Adriático.

O Museu Fellini divide-se em três secções distintas: o Castelo Sismondo, com 16 salas dedicadas à vida e obra do cineasta, o Cinema Fulgor, onde assistiu aos primeiros filmes e onde estarão em exibição permanente as 24 películas que realizou, e a Praça Malatesta, espaço verde criado de raiz em torno do castelo do século XV e que será o palco de exposições temporárias.

O projeto foi financiado em 13,5 milhões de euros pelo estado italiano e as autoridades locais admitem esperar que "o museu faça pela cidade de Rimini o mesmo que o Guggenheim fez pela cidade de Bilbau".

O realizador de filmes como "La Dolce Vita", "Amacord" e "" nasceu em Rimini em 1920 e colocou o nome da cidade italiana no mapa da sétima arte. O museu dedicado a este génio do cinema foi descrito pelo ministro da Cultura de Itália, Dario Franceschini, como "um sonho tornado realidade".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Ovos Fabergé" em exposição em Londres até Maio

Museu da Colher revela a história deste objeto do quotidiano

Ai Weiwei no Festival de Cinema dos Direitos Humanos de Genebra