Líderes europeus reforçam importância da unidade como "maior trunfo" da UE

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Líderes europeus reforçam importância da unidade como "maior trunfo" da UE
Direitos de autor  Darko Bandic/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved

Um a um, sorridentes tanto quanto possível, os líderes europeus chegaram, esta terça-feira, à Eslovénia para um jantar antes da cimeira que os vai reunir com os Balcãs, ao longo do dia, numa reflexão sobre o papel da União Europeia no mundo.

A última reunião de trabalho a 27 foi realizada em junho e desde então muito aconteceu. Do Afeganistão, à segurança no Indo-Pacifico, sem nunca esquecer a China, ou mesmo os preços da energia, o bloco quer e precisa de acertar agulhas para assumir relevância na cena internacional.

"A nossa unidade é um trunfo muito forte. Uma abordagem multilateral é o ADN da União Europeia. E quando temos êxito, quando somos capazes de reforçar a influência europeia, o dever para com a União Europeia e para com os cidadãos europeus, isso também é bom para os nossos parceiros, para os nossos amigos e para os nossos aliados", afirmou, à chegada, o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel.

No entanto, as atenções, esta quarta-feira, estão sobretudo viradas para os Balcãs Ocidentais. Albânia, Bósnia-Herzegovina, Sérvia, Montenegro, Macedónia do Norte e Kosovo são os seis países presentes, que a leste do bloco procuram o passe dourado para serem admitidos no clube da União Europeia.

O reforço da cooperação está em cima da mesa, mas Bruxelas deixa para já o alargamento de fora das conversações. O bloqueio da Bulgária à adesão da Macedónia do Norte e as reservas de alguns Estados-membros, com receio de que os países à procura da adesão sirvam de porta de entrada na UE para migrantes, continuam a ser peças na engrenagem do processo.

A pandemia de covid-19 permanece também um tema dentro e fora de portas, com protestos nas contra as atuais medidas sanitárias.