This content is not available in your region

Morreu com Covid-19 o ex-secretário de Estado Collin Powell

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira  & Francisco Marques
euronews_icons_loading
O antigo secretário de Estado norte-americano, uma semana após os ataques às Torres Gémeas
O antigo secretário de Estado norte-americano, uma semana após os ataques às Torres Gémeas   -   Direitos de autor  AP Photo/Hillery Smith Garrison, Arquivo

Morreu Collin Powell, o antigo secretário de Estado na administração de George W. Bush, presidente dos Estados Unidos.

O militar na reserva sucumbiu, aos 84 anos, a complicações provocadas pela infeção Covid-19, informou a família pela rede social Facebook.

"Ele estava totalmente vacinado", escreveu a família do antigo chefe da diplomacia norte-americana, que exercia funções quando ocorreu o ataque às Torres Gémeas de Nova Iorque, em setembro de 2001.

Powell e fez parte da administração Bush, que decidiu invadir o Iraque e o Afeganistão, numa ofensiva contra a organização terrorista islâmica Al-Qaida.

Fez história ao tornar-se no primeiro afro-americano a assumir o posto de chefe de Estado-maior das Forças Armadas, durante o mandato de George Bush pai, altura em que comandou as operações contra o Iraque na primeira guerra do Golfo. Anos mais tarde, foi também o primeiro a tornar-se secretário de Estado, ao lado de George W. Bush, durante o primeiro mandato, altura em que defendeu nas Nações Unidas a narrativa de que o Iraque dispunha de armas de destruição em massa, o que precipitou a invasão de 2003, decisão da qual viria a arrepender-se mais tarde.

Nos últimos anos, protagonizou uma viragem política. De republicano moderado e aliado fiel da dinastia Bush, passou a apoiante de presidentes e candidatos democratas - Barack Obama, Hillary Clinton e Joe Biden.