This content is not available in your region

Avião da ONU impedido de aterrar em Tigray

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Avião da ONU impedido de aterrar em Tigray
Direitos de autor  AP/AP Photo

Um avião de ajuda humanitária da Organização das Nações Unidas foi obrigado, esta sexta-feira, a abortar uma aterragem na capital da região de Tigray, na Etiópia.

De acordo com a agência de notícias Associated Press, que cita funcionários da ONU, o incidente ocorreu devido a ataques aéreos militares etíopes.

O Governo da Etiópia disse que estava ciente de que o voo da ONU estava na área, mas sublinhou que tinha "tempo e direção diferentes" dos bombardeiros.

As autoridades etíopes referiram que os ataques à cidade de Mekele visaram um antigo centro militar, utilizado pelos insurgentes.

O comandante da Força Especial da região de Afar, Mahamoda Kadir, assegura que "uma vez que são criminosos que não têm líderes para lhes dizer para pararem, sabemos que voltarão, mas dar-lhes-emos uma resposta especial".

As desavenças entre o Governo e os grupos humanitários ocorrem numa altura em que a região atravessa a pior crise de fome do mundo, na última década. Pelo menos meio milhão de pessoas não tem alimentos

"As pessoas que nos prejudicam são as pessoas que recebem apoio por aqui", refere um habitante de Afar.

A ONU denunciou que as autoridades aplicaram um "bloqueio humanitário" em Tigray, onde vivem cerca de seis milhões de pessoas. Muitas, estão a morrer à fome.