This content is not available in your region

Eleições presidenciais no Uzbequistão com vencedor anunciado

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Eleições presidenciais no Uzbequistão com vencedor anunciado
Direitos de autor  Schawkat Mirsijojew in Paris bei seinem französischen Amtskollegen Emmanuel Macron

Este domingo há eleições presidenciais no Uzbequistão, mas ninguém parece ter dúvidas quanto ao vencedor. O atual presidente Shavkat Mirziyoyev deve continuar no poder. O Uzbequistão é um regime autoritário, mas Mirziyoyev, é visto pela comunidade internacional como um reformador moderado em comparação com o seu antecessor, Islam Karimov.

Urazali Ergashev, estudante de 20 anos, espera "mudanças, como aumentos salariais", já que "os ordenados são baixos e nem sempre são pagos".

A professora universitária Urazali Ergashev diz que "os laços com organizações internacionais estão a expandir-se e que os cidadãos estrangeiros estão a investir na economia, o que vai levar à diversificação".

Como um dos vizinhos mais importantes do Afeganistão, o Uzbequistão é um ator fundamental para a estabilidade da região.

A União Europeia conta com Shavkat Mirziyoyev para fortalecer o papel do Uzbequistão como baluarte contra o terrorismo extremista proveniente do Afeganistão e a migração ilegal.

O Uzbequistão tem uma relação especial com a Rússia e desempenha um papel importante na Organização para a Cooperação de Xangai, uma organização que reúne Rússia, China e outros países importantes da Eurásia, como o Paquistão

O Uzbequistão tem acolhido centenas de milhares de refugiados afegãos, especialmente aqueles pertencentes à minoria uzbeque.

A comunidade internacional espera que o atual presidente possa continuar o processo de reformas e ajudar a manter os riscos e ameaças confinados ao Afeganistão.