Boris Johnson "preocupado" com violação de acordo pela França

Access to the comments Comentários
De  Teresa Bizarro  com Agências
Boris Johnson "preocupado" com violação de acordo pela França
Direitos de autor  AP Photo/Kirsty Wigglesworth, Pool

Não é surda a guerra sobre os direitos de pesca entre a França e o Reino Unido. À margem da reunião dos 20 países mais industrializados do mundo (G20), em Roma, o presidente francês e o primeiro-ministro britânico encontram-se este domingo. No horizonte está a promessa de um bloqueio francês de barcos e camiões britânicos já na próxima semana.

Entrevistado no Coliseu de Roma, Boris Jonhson diz que "o que une é muito mais importante do que o que divide" a França e o Reino Unido. O chefe do governo britânico manifesta-se disponível para chegar "ao fundo das questões que incomodam" nesta matéria, mas volta a apontar o dedo e dizer-se "preocupado que a França possa estar prestes a violar, ou já esteja a violar, o acordo de comércio e cooperação" alcançado.

Uma acusação repetida também por Macron. A guerra entre os dois países agravou-se esta semana depois de as autoridades francesas terem acusado uma embarcação registada na Escócia de pescar sem licença

A pesca é uma indústria pequena no contexto da economia global, mas é tem um peso grande para nações marítimas como a Grã-Bretanha e a França. Isto explica a contenda ruidosa, em que a França ameaçou bloquear os barcos britânicos que atravessam o Canal da Mancha e reforçar os controlos dos barcos e camiões jáa a partir de terça-feira se as licenças não forem concedidas.

O governo britânico ameaçou retaliar invocando um mecanismo de resolução de disputas no acordo de divórcio de Brexit.